20/01/17

CONSELHO A JESUS

Em nome do pouco, ou quase nada, que resta de gratidão pela sua participação, enquanto funcionário do clube, na conquista de títulos do Benfica entre 2009 e 2015, permita-me que lhe dê um avisado conselho: 
Doravante, tenha cuidado com os nós da gravata, com o uso dos guardanapos e talheres em Alcochete, pois neste momento, qualquer pastilha elástica deixada ao abandono pode significar despedimento por justa causa, o que implicaria apenas vir a receber os vários milhões (do seu...leonino contrato) daqui a vários calendários.

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Nem mais. Acho piada aos eufemismos e meias palavras que a imprensa tem dedicado a este assunto. Parece muito difícil dizer aquilo que todos sabem: O Jorge Jesus é um tremendo fiasco, mas não o podem despedir, porque como ganha 7,5M/época, um despedimento significa terem de pagar 22,5M de indemnização, ou seja ainda era um imbróglio maior que a Doyen. O treinador não é estúpido e não se demite, porque sabe que ali está mais que seguro e aos 62 anos, com uma carreira sem pernas para andar - em quase 30 anos de carreira nunca treinou fora de Portugal e só teve sucesso no Benfica, não graças a ele, mas à estrutura - e um contrato milionário, vai tentar sugar todos os milhões que conseguir aos patetas que achavam que tinham dado o golpe do século por ir buscar um treinador ao rival.

21.1.17  

Enviar um comentário

<< Home