04/07/17

A TAÇA DAS CONFEDERAÇÕES

Pode parecer estranho que num blog de futebol não se tenha visto ainda uma palavra sobre a Taça das Confederações.
Além da falta de tempo, há mais dois motivos: a própria competição, e a selecção portuguesa.
A competição está em vias de ser erradicada do mapa da FIFA, e isso diz tudo. Embora a ideia fosse engraçada, a verdade é que a competitividade é pouca, e tal nota-se em campo. Jogos assim-assim, equipas assim-assim, etc. Mais valia estarem todos de férias.
Quanto a esta selecção portuguesa, já tive oportunidade de confessar, em mais do que uma ocasião, que não me entusiasma. Paradoxalmente, foi esta a selecção a sagrar-se campeã da Europa, objectivo que tantas outras (bem mais empolgantes) falharam no passado. O futebol praticado é enfadonho, as caras são demasiado usadas, o seleccionador é demasiado caprichoso. E a sorte não poderia durar sempre.
Apesar de tudo, o 3º lugar acaba por ser honroso, para uma equipa onde Moutinho, Nani e Quaresma, entre outros, já estão manifestamente a mais.